Saiba como é o processo para fazer faculdade na Europa

31/01/202412 minutos de leitura
Saiba como é o processo para fazer faculdade na Europa

Para muitos alunos brasileiros, realizar a graduação na Europa é um sonho: o continente é lar de algumas das melhores universidades do mundo e tem muitas opções para se explorar.

Continue lendo para saber mais informações sobre como ser admitido em faculdades na Europa, as principais instituições de ensino superior, além de conhecer os custos e bolsas de estudo disponíveis.

Vantagens de estudar em uma universidade na Europa

+ Cursos em inglês

Por conta da diversidade linguística na Europa, muitos cursos de ensino superior são conduzidos em inglês, eliminando assim a barreira do idioma e tornando o continente um destino acessível para estudantes de todo o mundo. Mais de 1000 programas são oferecidos no idioma. Além disso, há diversas oportunidades para aprender uma terceira língua.

+ Valores mais acessíveis

Geralmente os custos da graduação na Europa são mais acessíveis do que em outros destinos bastante procurados, como os Estados Unidos. Determinadas instituições também podem oferecer descontos para cidadãos europeus.

+ Diversidade

A Europa tem diversas opções de países e universidades para o aluno. Desde Itália, Suíça, Holanda, Alemanha e muito mais, com certeza existe uma faculdade que é perfeita para você e seus objetivos.

+ Oportunidade de trabalho

Em vários países europeus, os estudantes têm a chance de trabalhar durante seus estudos e após a formatura, o que enriquece sua experiência. Na Holanda e na Irlanda, por exemplo, os graduados podem trabalhar por até um ano após a conclusão do curso, enquanto na Alemanha, esse período pode se estender até um ano e meio.

Blog Banner
Blog Banner

Como é o processo de candidatura das universidades da Europa

Quando se trata de ingressar na universidade na Europa, cada país e instituição possui seu próprio processo e requisitos de admissão.

É fundamental entender que algumas universidades europeias podem exigir um ano preparatório (Foundation Year) para alunos de colégios com o currículo nacional, já que o ensino médio brasileiro tem 12 anos e o europeu, 13. No entanto, para aqueles que realizaram currículos internacionais, como IB, AP, Abitur, Bacc, entre outros, o estudante pode ingressar diretamente na universidade.

Além disso, as faculdades podem requerer um nível mínimo de proficiência no idioma falado no país onde estão localizadas, mesmo se o curso for ministrado em inglês. Por exemplo, a Universidade de Zurique e a Universidade Técnica de Munique exigem um nível mínimo de proficiência em alemão (C1).

Embora o processo varie de acordo com o destino e a instituição escolhida, estes são os critérios gerais para candidatura às universidades na Europa:

REQUISITOS ACADÊMICOS (75% DE PESO)

+ Histórico escolar

Do 9º do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio.

+ Exames padronizados

Algumas universidades ou cursos exigem testes específicos de admissão, como o exame da Bocconi, a Selectividade na Espanha ou o IMAT na Itália. Outras instituições podem aceitar o SAT ou ACT.

+ Prova de proficiência no idioma

Certificados de proficiência em idiomas, como TOEFL, IELTS, Duolingo (DET) ou Cambridge, são frequentemente exigidos, assim como certificados específicos para outras línguas, como CILS para italiano ou DELF para francês.

+ Carta de recomendação e motivação

A carta de recomendação, redigida por professores ou outros educadores, é utilizada como referência do desempenho do aluno em sala de aula e na comunidade escolar. Por outro lado, a carta de motivação é escrita pelo próprio estudante, sendo uma oportunidade para demonstrar os motivos pelos quais deseja estudar na instituição.

ATIVIDADES EXTRACURRICULARES E LIDERANÇA (15% DE PESO)

REDAÇÕES E ENTREVISTAS (10% DE PESO)

Blog Banner
Blog Banner

As melhores universidades da Europa e suas taxas de aceitação

As melhores universidades europeias geralmente aceitam entre 7% e 15% dos candidatos, o que mostra o alto padrão acadêmico e a grande procura por uma boa educação no continente. Por isso, os estudantes que desejam ingressar em instituições prestigiadas e competitivas precisam ter uma excelente preparação em toda sua candidatura.

Melhores universidades da Europa
FaculdadePaís
University of OxfordReino Unido
University of CambridgeReino Unido
Imperial College LondonReino Unido
ETH ZurichSuíça
University College LondonReino Unido
University of EdinburghReino Unido
Technical University of MunichAlemanha
École Polytechnique Fédérale de LausanneSuíça
King’s College LondonReino Unido
LMU Munich Alemanha
Paris Sciences et Lettres – PSL Research University ParisFrança
KU LeuvenBélgica
London School of Economics and Political ScienceReino Unido
Universität HeidelbergAlemanha
Delft University of TechnologyHolanda
Karolinska InstituteSuécia
University of ManchesterReino Unido
Université Paris-SaclayFrança
University of AmsterdamHolanda
Wageningen University & ResearchHolanda
Institut Polytechnique de ParisFrança
Sorbonne UniversityFrança
Leiden UniversityHolanda
University of GroningenHolanda

A Day in the Life: Oxford Student

Quando custa uma graduação na Europa? E as bolsas de estudo?

Os custos das universidades na Europa podem variar muito dependendo do país e da instituição escolhida. No entanto, é possível dar uma ideia das faixas de preços que os estudantes podem esperar ao planejar seus estudos.

Universidades públicas

Universidades públicas na Europa geralmente têm mensalidades mais acessíveis do que as instituições privadas. Em média, os estudantes podem esperar pagar entre 6.000 e 15.000 euros anuais, sem considerar os custos de vida. Alguns países, como Alemanha e Noruega, oferecem ensino gratuito ou com taxas muito baixas para estudantes internacionais em determinadas universidades.

Universidades privadas

As universidades privadas costumam ser um pouco mais caras. Os custos anuais de nessas instituições na Europa geralmente variam de 8.000 a 57.000 euros. Novamente, é importante lembrar que esses valores podem variar significativamente dependendo do país, do curso escolhido e do prestígio da faculdade.

Bolsas de estudo

Muitas faculdades na Europa têm programas de bolsas de estudo e assistência financeira destinados a estudantes internacionais, o que pode ajudar a reduzir os custos educacionais. Algumas instituições também concedem descontos para alunos com cidadania europeia.

É importante notar que essas bolsas geralmente cobrem apenas parte dos custos; é raro conseguir uma bolsa integral em uma universidade europeia.

Não deixe de verificar o site da universidade ou entrar em contato com o departamento de admissões para obter informações detalhadas sobre as bolsas disponíveis.

Quer ser aceito nas melhores universidades da Europa?

A Crimson é a principal consultoria educacional especializada em ajudar alunos no processo de candidatura para universidades no exterior, com presença em mais de 30 países.

Nossos alunos recebem preparação personalizada e individualizada, com o apoio de especialistas em admissões formados nas 30 instituições mais prestigiadas do mundo - muitos deles já trabalharam admitindo alunos em Harvard, Yale, Oxford e mais!

Até 2024, mais de 301 de nossos estudantes foram admitidos nas 50 melhores universidades da Europa. Entre em contato e comece já sua jornada conosco.

Sonhar em fazer faculdade no exterior? Solicite sua análise de perfil gratuita!

Se você tem interesse em ser aprovado nas melhores universidades dos EUA, Reino Unido, Canadá e Europa, preencha os campos abaixo para que um membro de nosso time possa entrar em contato com você:

SE O SEU COLÉGIO NÃO ESTÁ NA LISTA, POR FAVOR SELECIONE A OPÇÃO PARA "ADICIONAR À LISTA".
▾ (+55)

Eu li e concordo com a política de privacidade da Crimson.