Como fazer faculdade no exterior: guia prático

13/01/202414 minutos de leitura
Como fazer faculdade no exterior: guia prático

A procura por estudar fora, principalmente por graduação nos EUA, Canadá e Europa, está cada vez mais crescente entre os alunos brasileiros.

Neste artigo, iremos auxiliá-lo a identificar o país mais adequado para você fazer faculdade no exterior, abordando as vantagens e características distintas dos sistemas de ensino, assim como os processos de candidatura nas universidades americanas, canadenses e europeias.

Faculdade nos EUA

Como funciona fazer faculdade nos EUA?

Ao contrário do modelo brasileiro, as aulas nas universidades dos Estados Unidos são marcadas por uma abordagem mais dinâmica, destacando debates e uma experiência de aprendizado que se estende para além das salas de aula, incorporando leituras, lições de casa e tarefas contínuas.

Na maioria das instituições americanas, é possível escolher o curso em até dois anos após iniciar os estudos na faculdade. Isso ocorre porque os dois primeiros anos geralmente são dedicados a disciplinas fundamentais que servem como base para qualquer carreira, abrangendo áreas como ciências sociais, exatas, redação e oratória. Ainda em relação a parte acadêmica, os estudantes têm a possibilidade de estudar até dois cursos diferentes ao mesmo tempo - conhecido como Dual Degree - fazer dois cursos em áreas complementares - chamado de Double Major - ou complementar sua graduação uma pequena especialização - denominada de Minor.

Blog Banner
Blog Banner

Outro ponto é que muitas instituições americanas se destacam por ter uma rica cultura esportiva, com equipes universitárias competitivas em diversas modalidades e alunos que participam ativamente em eventos e partidas.

Além disso, muitos estudantes têm a experiência de viver no campus universitário. Essa imersão no ambiente acadêmico cria uma grande comunidade de alunos, estimulando a interação entre colegas e facilitando a participação em atividades extracurriculares. Viver no campus também contribui para uma experiência de aprendizado mais integrada e envolvente.

Vantagens de estudar nos EUA

+ Diversidade e melhores universidades: Os EUA tem algumas das faculdades mais prestigiadas do mundo, como as da Ivy League - Harvard, Yale, Columbia, University of Pennsylvania, Brown, Dartmouth, Cornell, Princeton - e mais instituições renomadas como Stanford, MIT, NYU, entre outras. Há uma grande variedade de universidades, desde liberal arts colleges até institutos tecnológicos e universidades de artes.

+ Interdisciplinaridade: As universidades americanas valorizam a interdisciplinaridade, incentivando os estudantes a explorar diversas áreas de conhecimento.

+ Bolsas de estudo: As faculdades dos EUA são uma das que mais disponibilizam bolsas de estudo para alunos internacionais, tanto parciais, quanto integrais.

Blog Banner
Blog Banner

O que é avaliado na candidatura para universidades dos EUA?

O processo de candidatura nas universidades dos americanas é holístico, considerando diversos aspectos para avaliar os candidatos:

Acadêmico (40% de peso)

+ Histórico escolar do 9º do Ensino Fundamental até o 3º ano Ensino Médio - se o aluno fez matérias de currículos internacionais como o Advanced Placement (AP) e International Baccalaureate (IB), também pode usá-las;

+ Provas padronizadas (SAT ou ACT);

+ Cartas de recomendação (de professores ou outros educadores);

+ Prova de proficiência em inglês

Atividades extracurriculares (30% de peso)

Redações e entrevistas (30% de peso)

Essa abordagem holística visa obter uma visão mais completa e aprofundada de cada candidato, permitindo que as universidades construam turmas diversificadas e inclusivas. Dessa forma, os estudantes são avaliados não apenas por seu desempenho acadêmico, mas também por suas paixões, habilidades e contribuições potenciais para a comunidade universitária.

Blog Banner
Blog Banner

Faculdade na Europa

A Europa ocupa a posição de segundo destino mais procurado por alunos brasileiros, especialmente países como Reino Unido, França, Holanda, Irlanda, Bélgica, Itália, Suécia, Suíça, Dinamarca e Alemanha.

Como é estudar em uma universidade da Europa?

As universidades têm como foco principal o desenvolvimento do pensamento crítico dos estudantes, empregando o método de "aprendizado baseado em resolução de problemas". Nesse modelo, os alunos têm a oportunidade de aplicar os conceitos aprendidos em sala de aula a projetos práticos e situações do mundo real.

Diferente dos EUA, o sistema educacional das universidades europeias é orientado para a especialização do estudante em uma área específica. A experiência acadêmica assemelha-se mais ao sistema brasileiro, no qual os alunos aprofundam seu conhecimento por meio de leituras e atividades, sendo avaliados por meio de provas ao longo do semestre.

Outra diferença com as universidades americanas é que as instituições britânicas geralmente oferecem apenas bolsas de estudo parciais.

Vantagens de estudar na Europa:

+ Universidades renomadas: A Europa tem instituições como Oxford, Cambridge, IE University, KU Leuven e University of Amsterdam, entre muitas outras, oferecendo excelência acadêmica;

+ Variedade de países: A diversidade europeia proporciona aos estudantes a oportunidade de explorar várias opções de instituições em diferentes países, cada um com sua cultura única e universidades;

+ Cursos em inglês: Muitas faculdades europeias oferecem cursos em inglês, mesmo em países cuja língua oficial não é a inglesa. Isso amplia significativamente as opções para estudantes internacionais, eliminando barreiras linguísticas.

+ Fácil locomoção: A localização geográfica da Europa permite fácil deslocamento entre países em poucas horas, proporcionando uma experiência de estudo enriquecedora, com a possibilidade de explorar diversas culturas e ambientes.

Blog Banner
Blog Banner

O que é avaliado na candidatura em universidades da Europa?

Antes de abordar os requisitos específicos da candidatura, é importante notar que o Ensino Médio brasileiro, geralmente composto por 12 anos, pode não ser suficiente para ingresso direto em uma universidade europeia, onde são exigidos 13 anos de educação.

No entanto, existem alternativas, como realizar provas adicionais americanas (como SAT ou ACT, além do Advanced Placement - AP) ou fazer um ano de faculdade no Brasil (em alguns casos), ou ser aprovado em um International Foundation Programme para nivelar o conhecimento antes do primeiro ano na universidade. Estudantes com currículo internacional (International Baccalaureate - IB, Abitur, etc.) podem ser elegíveis para ingresso direto, sem a necessidade de ano adicional ou exames extras.

Os critérios avaliados no processo de candidatura são:

Acadêmicos (75% de peso)

+ Histórico escolar

+ Provas específicas: A necessidade pode variar de acordo com a universidade, o Foundation Programme ou de requisitos específicos para determinados cursos, como o exame BMAT para Medicina. Além disso, como dito, os alunos têm a opção de buscar ingresso enviando notas em exames como SAT, ACT e AP.

+ Cartas de recomendação

+ Prova de proficiência na língua que terá contato no país/universidade

Atividades extracurriculares (15% de peso)

Redações e entrevistas (10% de peso)

Blog Banner
Blog Banner

Faculdade no Canadá

Como funciona estudar no Canadá?

O sistema educacional no Canadá pode ser considerado um meio-termo entre os modelos dos Estados Unidos e da Europa. Assim como nos EUA, os estudantes têm a flexibilidade de escolher seu curso durante a faculdade. No entanto, durante o processo de candidatura, é possível que precisem indicar a área de interesse, algo semelhante ao modelo britânico.

As aulas geralmente seguem um padrão mais próximo das universidades americanas, exigindo um alto nível de envolvimento dos estudantes fora da sala de aula, por meio de lições de casa e trabalhos em grupo.

Blog Banner
Blog Banner

Vantagens de estudar no Canadá:

+ Oportunidades de imigração: O Canadá oferece excelentes perspectivas para quem busca imigrar definitivamente. Após a conclusão da graduação, os estudantes têm a possibilidade de solicitar um visto de trabalho com duração de até três anos, com boas chances de conquistar residência permanente por meio de iniciativas migratórias governamentais.

+ Universidades de prestígio: Há ótimas instituições, como a University of Toronto, University of British Columbia e instituições de Quebec e Montreal que lecionam em francês.

+ Custo acessível: As universidades do Canadá são mais acessíveis em comparação com outros destinos. Já as opções de bolsas de estudo são semelhantes ao Reino Unido, em que o auxílio financeiro geralmente é parcial.

O que é avaliado na candidatura para universidades do Canadá?

Acadêmico (95% de peso):

+ Histórico escolar

+ Notas de exames padronizados (SAT ou ACT)

+ Cartas de recomendação

+ Prova de proficiência em inglês (ou francês, caso a universidade lecione aulas na língua)

Atividades extracurriculares (5% de peso)

Redações e entrevistas (5% de peso)

Blog Banner
Blog Banner
EUA vs Europa vs Canadá
EUAEuropaCanadá
Sistema de ensino interdisciplinarSistema de ensino mais focado em uma área do conhecimentoSistema de ensino parecido com o dos EUA
Maior concessão de bolsas de estudo (parciais ou integrais)Geralmente as bolsas de estudo são parciaisGeralmente as bolsas de estudo são parciais
Tem a maioria das melhores universidades do mundoTem algumas das melhores universidades do mundo, como Oxford e Cambridge e outras excelentes instituiçõesNão são universidades tão renomadas quanto muitas dos EUA e Europa, mas ainda sim são ótimas instituições
Geralmente os alunos vivem no campus da universidadeOs alunos podem viver dentro ou fora do campus - vai depender da universidadeOs alunos podem viver dentro ou fora do campus - vai depender da universidade

Como escolher em qual país fazer faculdade?

Ao decidir onde estudar, é essencial considerar uma série de fatores que impactarão diretamente sua candidatura e futura experiência acadêmica e pessoal:

+ Candidatura: Como visto anteriormente, os requisitos e pesos dos critérios avaliados em instituições dos EUA, Europa e Canadá são diferentes, então o aluno precisa ponderar sobre como será seu desempenho no processo de admissão da universidade do país que tem interesse. Não esqueça de também considerar a seletividade da instituição - quanto mais competitiva, mais sua candidatura deve ser bem desenvolvida;

+ Ranking da universidade: Veja rankings universitários, como o da US News e Times Higher Education, para ter conhecimento sobre a qualidade de ensino da faculdade;

+ Mensalidades e custo de vida: Analise despesas com moradia, alimentação, transporte e mensalidades da instituição para garantir uma escolha financeiramente sustentável;

+ Qualidade de vida: Procure sobre aspectos como saúde, segurança, transporte público e serviços disponíveis no país;

+ Localização e clima: Saiba como é o clima e a geografia da região, levando em conta suas preferências pessoais;

Blog Banner
Blog Banner

+ Metodologia de ensino: Analise o sistema educacional do país, a metodologia de ensino adotada e se ela se alinha ao seu estilo de aprendizado;

+ Estágios e pesquisas: Verifique as oportunidades de pesquisa e estágios disponíveis, pois essas experiências práticas podem enriquecer seu currículo acadêmico e profissional;

+ Comunidade estudantil: Considere como é a convivência dos estudantes na universidade e o que a instituição oferece, sejam atividades extracurriculares, eventos, apoio pedagógico etc. Você pode tentar conversar com alunos ou ex-alunos da faculdade que tem interesse e obter feedbacks ou procurar avaliações em sites especializados como o Niche;

+ Bolsas de estudo: Se você precisa de auxílio financeiro, é preciso procurar quais são as opções que a faculdade oferece.

Conclusão

Tão importante quanto a escolha da universidade no exterior que o aluno irá estudar, é a forma como ele vai se preparar para ser admitido na instituição. Independentemente se você quer faculdade nos EUA, Canadá ou Europa, a Crimson oferece consultoria completa para o processo de candidatura das universidades desses destinos!

Nossos alunos têm programas criados estrategicamente de acordo com seu perfil e acesso individual a especialistas em admissão da Crimson do mundo todo. Em cada critério da candidatura haverá um profissional específico para que o estudante se prepare da melhor forma possível. Tudo isso é complementado com nossa tecnologia para acompanhar o desenvolvimento de sua candidatura e acessar nossos próprios recursos.

Fale conosco e comece hoje mesmo a sua preparação com a Crimson para ser admitido nas melhores universidades do exterior!

Sonhar em fazer faculdade no exterior? Solicite sua análise de perfil gratuita!

Se você tem interesse em ser aprovado nas melhores universidades dos EUA, Reino Unido, Canadá e Europa, preencha os campos abaixo para que um membro de nosso time possa entrar em contato com você:

SE O SEU COLÉGIO NÃO ESTÁ NA LISTA, POR FAVOR SELECIONE A OPÇÃO PARA "ADICIONAR À LISTA".
▾ (+55)

Eu li e concordo com a política de privacidade da Crimson.